Consultas

Como dizia Bateson, grande investigador dos mistérios da condição humana já falecido, “o mapa não é o território”, e acrescento, muito menos é a viagem que por lá podemos fazer. Assim, no ambiente de uma consulta o cliente vai encontrar um espaço de reflexão e auto-reconhecimento num primeiro momento, mas depois será conduzido a uma preparação para extrair o máximo de gratificação e valor das oportunidades e desafios que o mapa temporal lhe apresentar.

É importante esclarecer que a Filosofia de abordagem do autor deste espaço, é de que a vida nos apresenta múltiplas oportunidades de protagonismo, o qual, devidamente aplicado, nos permite uma modelagem contínua e optimizada da qualidade da nossa existência.

Assim, não tem qualquer sentido a palavra “destino” no sentido pesado e afunilante. Paradoxalmente, quanto mais conhecimento tivermos do destino, mais poder temos de participar na sua confecção.

O que esperar duma consulta de Planeamento Astrológico?

  • Levantamento das condições que precederam o nascimento e das circunstâncias ambientais que influenciaram o crescimento e construção do carácter.
  • Avaliação do estado actual, qual a fase de desenvolvimento no momento, seus potenciais e limitações. Em face deste estado, inicia-se uma exploração do que pode ser melhorado nos mais variados sectores da existência humana.
  • Se “o mapa não é o território” em termos espaciais, muito menos o é em termos temporais. Como tal, na terceira fase da consulta o cliente é informado do tipo de futuro que ele próprio tem construído e o que pode fazer para o melhorar, sendo estimulado no sentido de promover uma persistente negociação activa com o “destino”.

Elucida-se que esta viagem cognitiva abrange diversos sectores da condição humana: saúde, relações de família, actividade profissional, relações de afecto, vida financeira e ainda mais, de acordo com cada situação particular.